A Lupo, fabricante de moda íntima e meias, queria fazer uma campanha de Natal que reforçasse seu conceito: Lupo é Love. Mais do que uma campanha publicitária, procurávamos por uma ideia que causasse repercussão em grandes meios, uma ideia com um grande apelo de relações públicas. O mundo sempre precisou de love, é verdade, porém parece que vivemos dias mais difíceis, com grandes tensões no ar. A troca de acusações entre EUA e Coréia do Norte podem resumir essa sensação de insegurança. E foi a partir disso que criamos a campanha de Natal da Lupo.
Por que não convidamos Donald Trump e Kim Jong-Un para uma ceia de Natal aqui no Brasil? Melhor ainda: em Araraquara, terra da Lupo.
A ideia era veicular nos grandes jornais do pais um convite aberto aos dois grandes líderes, convidando-os para uma inesquecível ceia de Natal.
Haveria uma grande mobilização na cidade, com ensaios de coral, enfeites nas ruas, produção maciça de bandeirolas dos dois paises.
Caso os dois líderes não aceitassem nosso convite, e faríamos de tudo para que eles viessem, veicularíamos um segundo anúncio desejando boa sorte e paz, acima de tudo, afinal o Natal é Love.
Por fim, lançaríamos o par de meias da paz, ou seja, um pé com as cores americanas, e o outro com as cores da Coréia do Norte.
Back to Top